Vale a pena investir em um arquiteto ao construir ou reformar?

Investir em um arquiteto – Contratar um arquiteto para um projeto já deixou de ser, há muito tempo, privilégio para poucos. Hoje em dia já é possível fracionar a atuação desse profissional e contratá-lo de acordo com as necessidades, mesmo que para pequenos projetos.

Mas, o que faz do arquiteto uma peça tão essencial para quem quer construir ou reformar? Claudia Carriço, do escritório Carriço Arquitetura, de São José dos Campos, responde: “Uma obra não é apenas um projeto, mas sim, um sonho que pode se tornar realidade. O arquiteto é capaz de unir técnica, funcionalidade, criatividade e estética, transformando necessidades e desejos em soluções inteligentes e ambientes cheios de personalidade”, afirma.

 

Segundo Claudia, a maioria das pessoas não tem tempo, muito menos o conhecimento e experiência para estruturar a montagem de um projeto. É papel do arquiteto, portanto, elaborar um programa de necessidades junto com o cliente e transformá-lo em algo que alinhe soluções, necessidades e orçamento, seja ele qual for. “O arquiteto pode, inclusive, ajudar na escolha do melhor terreno, casa ou apartamento, levando em conta a viabilidade de cada local”, explica Claudia.

 

Contratar um arquiteto é um investimento inteligente, seguro e de menor risco, já que o retorno é imediato. O arquiteto pode atuar na construção como idealizador do projeto, consultor, gerenciador ou apenas no acompanhamento da obra. O valor de contratação depende de inúmeros fatores, mas, pode equivaler de 10% a 20% do valor da obra, tratando-se muito mais de um investimento do que de um gasto “Uma obra com projeto profissional leva menos tempo para ser concluída e será realizada com os melhores e mais econômicos materiais. A chance de tudo dar certo é muito maior”, explica a profissional Claudia.

 

Mas, você sabia o arquiteto é também responsável pela parte burocrática de uma obra? Sim, é ele quem responde legal, civil e criminalmente pela aprovação de um projeto em prefeituras, corpo de bombeiros, condomínios e perante o seu conselho de classe.

“Uma construção ou reforma não pode começar sem um estudo prévio e o arquiteto, além de ser o grande idealizador, também se torna o facilitador para que as coisas fluam melhor desde as primeiras ideias até a finalização”, reforça Claudia.

 

“Planejamento é a condição básica para uma construção ou reforma ter o menor custo e tudo começa pelo projeto pensado pelo arquiteto”, complementa a arquiteta. No entanto, é bom esclarecer que a contratação de um arquiteto não exime o trabalho feito pelos empreiteiros, mestres de obra e pedreiros, pois, esses não projetam, mais sim, constroem sob a supervisão dos arquitetos e engenheiros.

 

Sobre a arquiteta

 Claudia Carriço atua como arquiteta e designer há mais de 10 anos. É proprietária do escritório Carriço Arquitetura, localizado em São José dos Campos, interior de São Paulo, especializado nas áreas residencial, comercial e institucional. Em seus projetos, procura estabelecer relações que geram experiências e vão além de materiais e processos, conectando o emocional entre pessoas e ambientes. Busca integrar sentidos, técnicas e pessoas, pensando o design de forma estratégica e colaborativa, transformando cada projeto em único. www.carriçoarquitetura.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *